# Coração Comestível: Vida.. louca vida?

kkk

sábado, 18 de dezembro de 2010

Vida.. louca vida?

Pensei que com conforme os anos foram passando,  eu tivesse me livrado desses tipos de sentimentos masoquistas, esse auto-flagelo. É.. realmente eu pensei. Mas não.
Eles estavam aqui dentro, só a espera que algo profundo acontecesse para retornarem à minha vida, que se já era tão, mas tão feliz, agora está perfeita. '-'
Como quero que os outros me compreendam, gostem de mim, me aceitem como sou, se nem eu (que terei de conviver o resto da vida comigo) consigo fazê-lo?
Tenho medo que precise acontecer uma catástrofe para que eu perceba a vida maravilhosa que tenho, e me arrepender de não  ter dado o devido valor, passando o tempo todo me culpando, me podando, reprimindo, me achando a pior de todas as criaturas.
Não sei porque faço isso, é como se fosse uma forma de me punir das coisas que faço, do meu medo, covardia diante da vida, do que eu acredito.
Vontade... sim,  sinto vontade de me dopar meus membros, apagar meus olhos, escurecer o mais profundo da minha mente, assim, de repente e para sempre.
Quem me ver assim falando, deve pensar, que eu seja louca, que eu tenha algum problema.
Talvez realmente seja, ou não.
Mas o que fazer quando não se consegue ser diferente? ‘-‘
E toda essa confusão interna me fez reler algumas anotações, pensamentos de uns dois anos atrás, em busca de respostas e forças pra continuar...
04/08/08 – manhã
"Tirando as tentativas frustradas de suicídio, quase morro realmente vomitando os comprimidos vitamínicos que não levam ninguém ao além. ¬¬'
Meu estômago tá acabado, pois não comi quase nada ontem e, na madrugada o que vomitar?
Tomei leite pra vê se passava a agonia.. saíram todos os comprimidos. Foi aí que novamente consegui dormir.
Ao acordar, percebi em mim um resto de esperança na vida, apesar da dor imensa e do vazio sem tamanho que sinto em meu coração.
Tenho que encontrar forças e traçar objetivos pra mim, já que acho que continuarei um bom tempo aqui na Terra.
Só espero lembrar-me sempre de não me envolver com ninguém. Nem por diversão. Sei que algo de muito especial há de me acontecer.
E pra começar, vou me tratar e procurar até encontrar a forma certa de amor-próprio que está em um lugar desconhecido.
Só assim, um dia muito distante poderei amar sadiamente outra pessoa.
Estudar para passar no Vestibular. Ir embora para uma longa temporada fora de The.
Sei que não estou só, Nunca. A mão de Deus vai me guiar. 
Desculpa Senhor, pelas tentativas fora de hora de abandonar o mundo dos vivos. Me guia, me ampara na longa estrada da vida. :)
Amém.
RUMO AO FUTURO!
Ah, e fazer o possível pra não chorar mais, senão daqui há algum tempo as pelancas do meu rosto caem de vez.. aí ao invés de ter rosto de 20 anos, parecerei ter 40.  ¬¬"


Lendo tudo isso hoje.. Tudo o que realizei, tudo o que ainda tenho pra concretizar, viver, tantas esperanças, tantos obstáculos a serem superados..
Nesse momento. Ao menos nesse momento. Não quero deixar tudo isso. 
Sei que sempre, por mais que tudo esteja ou pareça perdido, há sempre um solução, uma chance pra recomeçar. :)


Mas...
como recomeçar? '-'

Um comentário:

  1. Chorar faz mal a sáude. E depois, não há plástica que dê jeito... aiai

    ResponderExcluir