# Coração Comestível: Janeiro 2011

kkk

domingo, 30 de janeiro de 2011

Cada coisa a seu tempo tem seu tempo



“Acendo a lâmpada às seis horas da tarde
Acenda a luz dos lampiões
Inflame a chama dos salões
Fogos de línguas de dragões
Vagalumes
Numa nuvem de poeira de neon
Tudo claro
Tudo claro à noite, assim que é bom
A luz
Acesa na janela lá de casa
O fogo
O foco lá no beco e um farol
Essa noite
Essa noite vai ter sol
Essa noite
Essa noite vai ter sol”
Sábias palavras... Eu sei muito bem como é o sol da noite.
A noite tem sol quando a gente se sente iluminada, quando ouve coisas ao pé do ouvido que nos fazem, flutuar, que somos únicas, especiais, gostosas, que sentem saudades, que nos querem pra sempre, que nos amam demais…
A noite tem sol quando nos procuram com urgência, nos pegam com força, nos mostram tudo num gesto, nos olham nos olhos e, sem dizer uma só palavra, falam tudo o que queremos ouvir…
A noite tem sol quando a companhia também brilha ao seu lado e te faz experimentar sensações que antes pensavas ter esquecido. Que desperta dentro de você uma força, um não sei o quê, que vem não sei de onde e nos faz sentir uma coisa…
Eu estou com saudades dessas noites de sol.
Por Fernanda Berkanna - PL